MANUAL DO USUÁRIO | TARGA III

TARGA III

GUIA DO USUÁRIO para o

TARGA III - Sistema de Runout Dinâmico

Download PDF Arquivo


ÍNDICE

APROVAÇÕES E CONSIDERAÇÕES DE SEGURANÇA

O TARGA III é compatível com as seguintes diretrizes da CE:

Segurança: 61010-1: 2001

EMC: 61326-1, 61326-2-3

Para manter a conformidade com esses padrões, as seguintes condições operacionais devem ser mantidas:

  • Todos os cabos de conexão de E / S devem ser blindados e ter menos de três metros de comprimento
  • Os cabos de alimentação CA devem ter uma classificação mínima de 250V e 5A
  • A energia CA deve ser conectada a uma tomada aterrada com classificação inferior a 20A
  • Use a fonte de alimentação aprovada aprovada pela CE. Se uma fonte de alimentação alternativa for usada, ela deverá ter certificação CE equivalente e fornecer isolamento de segurança da rede elétrica de acordo com IEC60950 ou 61010.
  • Os sensores não devem ser conectados a peças que operam com tensões perigosas superiores a 33VRMS ou 70VDC

O uso do equipamento de qualquer outra maneira pode prejudicar a segurança e as proteções EMI do equipamento.


BEM-VINDO À

Parabéns por ter adquirido um sistema de medição Lion Precision TARGA III Dynamic Runout. Este manual fornecerá todas as informações necessárias para obter o maior benefício do seu sistema.

Os engenheiros e o pessoal de manutenção acharão o TARGA III inestimável para a medição de alta precisão do desvio dinâmico em velocidades de até 300,000 RPM.


CALIBRAÇÃO

Seu sistema foi calibrado com o calibrador Lion Precision Ultimate. Este calibrador foi projetado pela Lion Precision e inclui um slide de ar de última geração e sistema de controle de movimento para calibrações de alta precisão. Todas as nossas calibrações são rastreáveis ​​ao NIST. Os dados nas folhas de calibração referem-se à calibração da sonda ao medir um pino manométrico de 1/8 ″. Quando outros tamanhos de pinos são usados, o sistema aplica um fator de correção para manter uma leitura precisa. Para especificações sobre a medição de TIR e runout dinâmico, consulte a seção de especificações no final deste manual.

  • NOTA:
    • As sondas de substituição devem ser calibradas para os componentes eletrônicos.
    • Substituir a sonda sem calibração pode resultar em erros de até 10%.

AJUDA
Se precisar de assistência, visite nosso site para encontrar seu representante local: www.lionprecision.com.
Ou você pode entrar em contato conosco diretamente:
651-484-6544
support@lionprecision.com

TARGA III

Visão geral

O sistema TARGA III foi projetado para medir e exibir o desvio dinâmico de eixos de alta velocidade. Embora seja projetado especificamente para a indústria de perfuração de PCB, ele pode medir qualquer eixo que possa girar um pino de medição. A compreensão do relacionamento entre a rotação e o RPM fornece informações sobre as melhores velocidades de perfuração e pode indicar eixos fora da especificação.

Sequência básica de medição

  1. Insira o pino de medição no eixo.
  2. Posicione a sonda perto do pino de medição e centralize a sonda no pino de medição (consulte a figura).
  3. Ajuste a distância da sonda no pino de medição até que o indicador Faixa calibrada esteja no meio da faixa.
  4. Selecione o tamanho apropriado do pino indicador no módulo de exibição.
  5. Selecione a função DRO no módulo de exibição.
  6. Opere o eixo em várias velocidades operacionais e leia Dynamic Runout (DRO) no visor.
  1. Diagrama de Sequência de Medição Básica

DRIVER DE SONDA

Barra indicadora de faixa calibrada

Os LEDs verdes indicam que a sonda está em sua faixa calibrada e a tensão de saída é uma representação precisa da posição de destino. Os LEDs vermelhos indicam que a sonda está fora da faixa e o valor exibido e a tensão de saída não são válidos.

Solo

Um cabo de banana pode ser conectado aqui para aterrar o alvo. Na maioria dos casos, o aterramento separado do alvo não é necessário. Se o alvo não estiver aterrado por outro caminho e a saída exibir ruído elétrico excessivo, o aterramento do alvo poderá reduzir o ruído da saída. Quando a operação com baixo ruído é crítica, o aterramento separado é recomendado, mesmo que o alvo esteja bem aterrado por outro caminho.

Conector da sonda

Conecte a sonda alinhando os pontos vermelhos nos conectores e inserindo o conector da sonda.

  • CUIDADO
    • Para desconectar a sonda, puxe o barril serrilhado do conector da sonda para liberá-lo.
    • NÃO PUXE NO CABO.
Controles frontais Targa III

 


MÓDULO DE MEDIDOR / VISOR

O medidor / módulo de exibição exibe valores dimensionais derivados do sensor. O valor exibido também é fornecido como tensão analógica no conector BNC "Output" do painel frontal.

Empresa

  • Exibe unidades dimensionais derivadas das tensões de saída do sensor
  • Funções de captura de pico, incluindo Dynamic Runout (DRO)
  • Seleção de unidade de medidor / polegada
  • Saída de tensão analógica proporcional ao valor exibido

Configuração do medidor / módulo de exibição

Pressionar o botão apropriado repetidamente gira pelas seleções.

  1. Selecionar diâmetro do pino
  2. Selecione uma função de pico (geralmente DRO)
  3. Selecionar unidades de medidor ou polegada
Controles frontais Targa III

 

Diâmetro do pino

Para medições precisas, o Targa III deve saber o tamanho do pino usado como alvo. Três opções estão disponíveis: 1/8 ″, 2 mm e 1.75 mm. Pressione o botão para selecionar o tamanho de pino apropriado.

O sistema é calibrado para uma faixa de medição de 250μm (0.01 ″) com um pino de 1/8 ″. A faixa calibrada é diretamente proporcional ao diâmetro do pino. Pinos de diâmetro menor têm um alcance ligeiramente reduzido.

Unidades de exibição

O módulo Meter / Display mede a tensão analógica do sensor e usa o processamento de sinal digital para executar as funções de captura de pico. O resultado é convertido em unidades dimensionais para exibição. Os indicadores multiplicadores (mili, micro) combinados com as unidades de medidor ou polegada indicam as dimensões do valor exibido. O botão Unidades seleciona unidades de medidor ou polegadas.

picos

Estão disponíveis cinco opções:

NENHUM - O display é um valor de medição em tempo real (sonda / folga de pinos).

MAX - Exibe o valor mais positivo desde a última redefinição (RST).

MIN - Exibe o valor mais negativo desde a última redefinição (RST).

TIR - Exibe a diferença máxima entre os valores MAX e MIN desde o último Reset (RST). TIR é sempre um valor positivo.

DRO - Dynamic Runout exibe a diferença atual entre os valores MAX e MIN. Quando o valor TIR é reduzido, o valor exibido decai para o valor mais baixo em aproximadamente um segundo.

Saída Analógica (BNC)

Fornece uma tensão de saída analógica proporcional ao valor exibido. Com leituras não TIR (NONE, MAX, MIN), a saída é ± 5 VCC; Com leituras TIR e DRO, a saída é de 0-10 VCC. Quando as unidades “Meter” são selecionadas, a escala da tensão de saída é 25μm / V; com unidades de “Polegadas”, a escala de saída é 0.001 ″ / V.

Índice

Se o Targa III for usado com um sistema externo de aquisição de dados e um computador, é possível que o computador use a entrada Índice para calcular o RPM. Se o seu Targa III não for fornecido com um sistema de aquisição de dados separado, a entrada Índice não será usada. O sistema Targa III não mede ou exibe RPM diretamente. Para obter mais detalhes sobre esse aplicativo, consulte Lion Tech Precision TechNote - LT03-0026 Targa III Index Connector Use disponível em www.lionprecision.com; clique na Biblioteca Técnica.


ESPECIFICAÇÕES
Especificações da Targa III

 


CONECTOR DE ENTRADA DE ALIMENTAÇÃO
Pino e conexão de aterramento Targa III

 


DETALHE MECÂNICO DO SISTEMA
Medições Targa III

 


FONTE DE ENERGIA EXTERNA

Os sistemas EN191, EN192 e EN193 incluem uma fonte de alimentação externa. A fonte possui um conector que permite a conexão direta ao gabinete.

Esta fonte possui uma fonte de comutação de alta frequência (100kHz). A alta frequência de comutação permite que os módulos sensores operem na resolução máxima.

Diagrama de fonte de alimentação