MANUAL DO USUÁRIO | Multicanal compacto CPL230

CPL230

GUIA DO USUÁRIO para o

CPL230 - Sistema de sensor capacitivo multicanal

 

Download PDF Arquivo


Índice analítico

Aprovações e considerações de segurança

A série Elite é compatível com os seguintes padrões CE:

Segurança: EN 61010-1: 2010 EMC: IEC 61326-1: 2013, IEC 61326-2-3: 2013

Para manter a conformidade com esses padrões, as seguintes condições operacionais devem ser mantidas:

  • Todos os cabos de conexão de E / S devem ser blindados e ter menos de três metros de comprimento
  • Os cabos de alimentação CA devem ter uma classificação mínima de 250V e 5A
  • A energia CA deve ser conectada a uma tomada aterrada com classificação inferior a 20A
  • Use a fonte de alimentação aprovada aprovada pela CE com gabinetes de 1, 2 e 3 slots. Se uma fonte de alimentação alternativa for usada, ela deve ter certificação CE equivalente e fornecer isolamento de segurança da rede elétrica de acordo com IEC60950 ou 61010.
  • Os sensores não devem ser conectados a peças que operam com tensões perigosas superiores a 33VRMS ou 70VDC

O uso do equipamento de qualquer outra maneira pode prejudicar sua segurança e proteção contra EMI.


Visão geral

O sensor de deslocamento capacitivo multicanal CPL230 fornece até seis canais de medição de deslocamento sem contato para aplicações de posição e deslocamento de precisão. Este manual fornecerá todas as informações necessárias para obter o maior benefício do seu sistema.

Engenheiros, técnicos e pessoal de manutenção acharão o CPL230 inestimável para medições de alta precisão do deslocamento mecânico onde o contato com o alvo não é possível nem aconselhável. Alvos como eixos rotativos de alta velocidade ou peças que podem ser danificadas ou desviadas pelo contato com sondas podem ser medidos com confiança e precisão.

Seu CPL230 pode ter sido encomendado com um a seis canais de detecção capacitiva.

Conteúdo do sistema

Seu sistema inclui este manual, os componentes eletrônicos do sensor capacitivo multicanal CPL230, fonte de alimentação, uma sonda para cada canal e uma folha de calibração rastreável NIST para cada canal. Cada canal foi calibrado especificamente para uma sonda de acordo com as especificações do seu pedido. Por esse motivo, cada sonda é codificada por cores para um canal específico. Certifique-se de que as sondas sejam usadas com o canal adequado.

Identificação do probe / canal

As sondas individuais são calibradas para canais específicos de sistemas específicos. As sondas são codificadas por cores nas duas extremidades do cabo com pequenos anéis coloridos; cada canal da eletrônica é codificado por cores para corresponder à sonda designada.

Cada CPL230 possui etiquetas de calibração afixadas no painel final do gabinete. Cada etiqueta lista os números de série da sonda e o canal no qual eles são calibrados. Esta informação pode ser usada caso seja necessário verificar as relações da sonda / canal além do código de cores.

calibragem

Seu sistema foi calibrado com um calibrador de precisão projetado pela Lion Precision. O sistema é calibrado com precisão nanométrica. Todas as nossas calibrações são rastreáveis ​​ao NIST.

A Lion Precision recomenda que seu sistema seja recalibrado na fábrica uma vez por ano para garantir a máxima precisão.

Fase do sinal de excitação da sonda

A tensão de excitação da sonda cria um fluxo de corrente através do alvo. Ao usar uma única sonda, a corrente flui através do alvo para o terra. Se o alvo não estiver conectado ao terra, poderão ocorrer alguns pequenos erros em relação aos objetos próximos ao alvo, incluindo as mãos do operador. Esses erros são pequenos e são relevantes apenas ao medir com a mais alta precisão.

Ao usar várias sondas, elas podem ser configuradas para que a corrente flua para dentro e para fora das sondas e a corrente não flua para o terra. Isso reduz os erros devido a um alvo não conectado ao terra.

Um CPL230 com dois ou mais canais está configurado para que todas as sondas medam o mesmo alvo e resultam em muito pouca corrente alvo-terra.

Ao usar um alvo conectado ao terra, a configuração multicanal não tem efeito e as sondas podem ser usadas em qualquer combinação.

Usando o Manual

Neste manual, você encontrará informações para conectar ao seu CPL230 e instruções para configurar a posição da sonda. Depois de se familiarizar com o sistema, você só precisará consultar ocasionalmente este manual para obter especificações ou verificar informações de conexão.

Obter Ajuda

O Lion Precision deseja ajudá-lo a obter o máximo do seu sistema. Se houver algo que possamos fazer, entre em contato conosco:

Telephone: 800-292-6544, 651-484-6544

Informações gerais: info@lionprecision.com

Serviço ou calibração: support@lionprecision.com

Vendas: sales@lionprecision.com

Biblioteca Técnica

Nosso site inclui uma biblioteca técnica repleta de informações úteis sobre como fazer as medições mais precisas possíveis, além de informações e manuais do produto: www.lionprecision.com, Clique no Biblioteca Técnica item do menu.


Conectando ao CPL230

 

Conexões do probe

O CPL230 possui um conector de sonda por canal. Cada sonda é codificada por cores para o canal designado.


Para conectar os probes
  1. Insira o conector da sonda no conector do canal CPL230 correspondente.
  2. Gire até que os pontos vermelhos nos conectores estejam alinhados.
  3. Empurre o conector até ouvir um clique.

Desconectar
  1. Puxe o barril serrilhado do conector da sonda que liberará o mecanismo de travamento.

A sonda não pode ser desconectada puxando o cabo.

As sondas devem ser conectadas aos canais designados para operação adequada.

 


Conexões da fonte de alimentação

 

Requisitos de fonte de alimentação

A fonte de alimentação fornecida com o seu CPL230 fornece a energia de entrada necessária de ± 15VDC. Se estiver usando sua própria fonte de alimentação, lembre-se de que o ruído de alta frequência das linhas de fonte de alimentação pode aparecer na saída. Para resultados de alta resolução, certifique-se de fornecer energia limpa.

Conecte a energia através do conector POWER IN ou ANALOG OUTPUT.


Conector POWER IN

Conector D-Sub macho de 9 pinos com hardware de montagem 4-40.

Pin atribuições

pino Conexão
1 Solo
2 NC
3 -15VDC
4 + 15VDC
5 NC
6 NC
7 NC
8 NC
9 NC

Conexões de saída analógica

As saídas analógicas para cada canal são fornecidas pelo conector ANALOG OUTPUT. Veja a tabela abaixo para pinagem.

As saídas analógicas devem ser usadas de forma diferencial e são calibradas de acordo. As folhas de calibração indicarão saída diferencial.


Saídas diferenciais

As saídas não invertidas e invertidas são usadas juntas como uma saída diferencial. As saídas diferenciais ajudam a eliminar o ruído elétrico induzido nos fios de conexão por fontes de ruído, como computadores, transformadores de potência etc.

A tensão de saída não invertida se torna mais positiva (em relação ao terra) à medida que a sonda se aproxima do alvo. A tensão de saída invertida se torna mais negativa (em relação ao terra) à medida que a sonda se aproxima do alvo. As saídas não invertidas e invertidas são ± 5 VCC em relação ao terra; a saída diferencial é, portanto, ± 10 VCC.

Os pinos de conexão da saída analógica estão localizados para permitir o cabo de fita de par trançado para máxima redução de ruído diferencial.

NÃO conecte as saídas ao terra ou a unidade será danificada.


Saídas de extremidade única

As saídas não invertidas ou invertidas podem ser usadas como saída de extremidade única com referência ao terra, mas a sensibilidade será metade da indicada na folha de calibração. Por exemplo, uma saída diferencial calibrada para 1 V / mm produzirá 0.5 V / mm quando usada como uma saída de extremidade única.


Conexão de terra única

Um parafuso de conexão à terra é fornecido para uma conexão à terra opcional aos dispositivos de aquisição de dados. A conexão do terra do CPL230 e do solo de aquisição de dados pode melhorar o desempenho. Consulte o manual de aquisição de dados para obter mais detalhes.


Conector de saída analógica

Conector D-Sub fêmea de 15 pinos com hardware de montagem 4-40.


Pin atribuições

Aviso: NÃO conecte as saídas analógicas ao terra!

Saídas analógicas
Saída Não Inversa pino Saída invertida
1 Ch1 Não Inverso 9 Ch1 Invertido
2 Ch2 Não Inverso 10 Ch2 Invertido
3 Ch3 Não Inverso 11 Ch3 Invertido
4 Ch4 Não Inverso 12 Ch4 Invertido
5 Ch5 Não Inverso 13 Ch5 Invertido
6 Ch6 Não Inverso 14 Ch6 Invertido
Poder em
pino Conexão pino Conexão
7 + 15VDC 15 Solo
8 -15VDC

 


Alterando a largura de banda

As larguras de banda mais altas permitem medir com precisão os alvos em movimento mais rápido. Uma largura de banda mais baixa reduz o ruído na saída e cria uma resolução mais alta. O CPL230 está definido para 15 kHz, a menos que seja especificado de outra forma na ordem e na folha de calibração recebida com o sistema.

Dois comutadores dentro do gabinete definem a largura de banda para todos os canais. Para alterá-los:

Remova os 4 parafusos na base do driver e remova a tampa.

A largura de banda é controlada pelas posições 1 e 2 do comutador DIP S2.

NÃO MUDE QUALQUER OUTRO INTERRUPTOR

Defina a largura de banda desejada de acordo com a tabela a seguir:Chaves de largura de banda

Posição 1 Posição 2 Largura de Banda
ON ON 100 Hz
ON OFF KHz 1
OFF ON KHz 10
OFF OFF KHz 15

 

 


Especificações
Resolução * 0.004% FS a 15 kHz típico, dependente da calibração
Erro de linearidade ± 0.5% FS típico, dependente da calibração
Faixa de Erro ± 1.0% FS típico, dependente da calibração
Largura de banda (-3 db) Chave DIP selecionável 100 Hz, 1 kHz, 10 kHz, 15 kHz (–10% + 30%)
Temperatura de Operação 4 ° -50 ° C
Estabilidade térmica da sonda 0.04% FS / ° C
impedância de saída
Tensão de saída máxima ± 13.5 VDC
Corrente máxima de saída 20 mA
Entrada de energia

+15 VCC (± 5%) a 500 mA máx.

–15 VCC (± 5%) a 500 mA máx.

 

* RMS; O valor pico a pico normalmente é 8 a 10 vezes maior que os valores RMS. Em condições EMI altas (10 V / m), o nível DC de saída pode mudar e o ruído pode subir para 0.25 VRMS (resolução de 1.3%).


dados mecânicos

dados mecânicos